JOGO DE BOTÃO

JOGO DE BOTÃO
JOGO DE BOTÃO

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

 O ÚLTIMO GOL DE LENINE

O menino Lenine Macedo de Souza nasceu na rua Lima e Silva, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul, na década de 30. Em 1940, tomou conhecimento do jogo de Futebol de Botões ao ler uma reportagem nacional do Papa do botonismo brasileiro, Jornalista, corretor de seguros e publicitário Geraldo Décourt, na revista O Cruzeiro, do Rio de Janeiro, então capital do Brasil, que circulava em todo o país, divulgando um novo esporte-hobby que surgia e que passava a ter grande divulgação na imprensa escrita, fato que granjeou grande aceitação dos jovens da época, pois era um período entre as duas grandes guerras mundiais, com muita carência em opções de lazer, passatempo e diversão.

Contribuiu muito para a rápida assimilação do novo jogo, além da semelhança com o futebol de campo, o equipamento básico necessário, utilizado na época, serem os botões de vestuários, adaptados com os devidos lixamentos, principalmente em suas bordas laterais, geralmente arredondadas e que necessitavam serem limados, nivelados e adaptados com ângulos de inclinação propícios para arremates com levantamento da bola sobre o goleiro e melhor deslisamento da sua base e partes baixas, na superfície das mesas de madeira que começavam a ser utilizadas, substituindo os pisos das casas.

Em Porto Alegre e no estado do Rio Grande do Sul, a fundação da Fábrica de puxadores Scharlau que disponibilizava diversos tipos de acessórios de plástico galalite para puxadores de móveis (armários, escrivaninhas, roupeiros, cômodas) acabavam transformando-se em jogadores, pois vinham praticamente prontos para uso como botões de jogo, necessitando, geralmente, mínimos lixamentos para imediata utilização nos estádios de futebol de mesa.

O jovem Lenine funda, em seguida, com amigos, companheiros e colegas de colégio, a Associação ou Sociedade Lima e Silva, destinada à prática exclusiva do Futebol de Botões de Mesa e que passa a divulgar, sistemáticamente, na imprensa gaucha (Folha da Tarde Esportiva e Revista do Globo ), adotam as regras nacionais do Futebol Celotex divulgadas por seu criador Geraldo Décourt, fazem as adaptações e inovações para deixar a regra mais atraente e competitiva, e iniciam seus campeonatos na sede caseira do páteo da residência da família à rua Lima e Silva, no. 268, com cerca de 20 companheiros adolescentes na faixa de 10 a 15 anos.

Nos anos 40 Lenine e seus amigos desenvolveriam a partir da Regra de Futebol Celotex ( 1 toque somente para cada jogador ), as bases embrionárias da futura Regra Gaucha, oficializada em 1961, com a fundação da primeira Federação oficial brasileira de Futebol de Mesa em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, regulamento básico que geraria junto com a Regra Baiana ( também de 1 toque para cada técnico, como a Regra Gaucha, com algumas opções de jogadas alternativas de dois lances nos laterais cedidos, escanteios cedidos e infrações/faltas indiretas, ou seja, as acontecidas no campo defensivo de uma equipe ), e a Regra Brasileira em 1969, na famosa, polêmica e controversa reunião de Salvador, Estado da Bahia, promovida entre gauchos e baianos, constituindo-se efetivamente na primeira tentativa de criar uma regra única com a denominação de regra nacional (nome oficial de registro da Regra Gaúcha).

Com as Regras Gaucha ( pioneira das oficiais no Brasil ), a Regra Baiana ( consolidada no Estado da Bahia e região Nordeste brasileiro e a nova Regra Brasileira, todas praticadas em 1 toque básico para cada jogador, juntamente com a Regra Paulista, então jogada em 3 toques para cada técnico ( inclusive com a participação e concordância de Geraldo Décourt, domiciliado em São Paulo-SP ) e a Regra Carioca/Confederada, (fundada no Rio de Janeiro e Brasília, por botonistas dissidentes da Regra Baiana/Brasileira, igualmente jogada em 3 toques), com a grande novidade da introdução do passe ( tabelamento entre dois botões ) com a bola em jogo ( semelhante à sistemática do regulamento praticado na Espanha e até certo ponto, similar à maneira de jogar na Hungria e paises do Leste Europeu), surgiria no Sul do Brasil nos anos 80, no Ginásio Gigantinho do S.C.Internacional, a Regra Unificada de Futebol de Mesa, procurando contemplar e conter na sua sistemática de jogo," os pontos fortes " das principais regras praticadas, até então, no Brasil e na Europa.

A Regra Unificada, disponível no blog www.botonismo.com.br, já está traduzida e disponível em língua inglesa e brevemente, também versionada para o espanhol, é jogada basicamente em 1 lance para cada jogador, mas com a opção da realização do passe ( tabelamento da bola entre dois botões ) quando o técnico da equipe tem direito a jogar pela segunda vez ( que será a última, porque não é permitido jogar tres vezes consecutivas ).

Trata-se de uma proposta concreta de unificação das regras do jogo de futebol de botões de mesa no Brasil, Américas e Europa, objetivando a realização de campeonatos inter-continentais e mundiais nos próximos anos, numa regra única, divulgada no mundo inteiro pela Internet, disponível e acessada por todos os botonistas antigos em atividade, atuais novos botonistas praticantes e futuras novas gerações de jogadores do futebol de botões dos sonhos.

O desejo e sonho do menino pioneiro Lenine já no distante ano de 1940 era a utilização de uma regra única para todos os jogadores praticantes, conforme texto reproduzido no livreto da Regra Oficial registrada em Cartório de Títulos e Documentos de Porto Alegre, em 1961, na homologação de fundação da Federação Riograndense de Futebol de Mesa.

" Será de aplicação imediata em todo território confiado á sua jurisdição e a partir desta data, a primeira Regra Nacional do Jogo de Futebol de Mesa, cujo teor vai, a seguir, descrito.
Todas as Federações, Ligas e entidades esportivas que se vierem a organizar no Brasil, com o objetivo de praticar o futebol de mesa, ficarão, igualmente, a ela vinculada, desde a respectiva fundação. Porto Alegre, 09 de agosto de 1961. Lenine Macedo de Souza - Presidente. "

Infelizmente, quiz o destino que tres derrames vasculares cerebrais, levassem Lenine precocemente para outra dimensão espiritual, deixando-nos a herança do seu trabalho, a obra e o idealismo que acompanhou e pautou suas realizações durante a vida inteira dedicada à organização e regulamentação do Futebol de Botão de Mesa.

Ainda temos gravado na lembrança aquele que pode ter sido o seu último gol em vida terrena, quando já parcialmente debilitado pela doença que lhe acarretara sequelas, marcamos e realizamos um jogo de futebol de botões em meu " estádio " na minha residência, mesa em que marcou um verdadeiro golaço de escanteio, em um só toque fazendo rebater a bola que estava praticamente colada no seu jogador, impulsionando a bolinha contra um defensor da minha equipe, jogando a mesma sobre o meu arqueiro, indefensável... Ainda recordo e lembro como se fosse hoje, a alegria e o sorriso estampado no seu rosto com o gol marcado no final do nosso jogo, apesar do resultado de 5 x 1 contra a sua equipe.. Ele conseguira o gol de honra, o gol mais bonito da tarde esportiva. Despedida de gala das mesas de futebol de botões, pois nos meses seguintes ficaríamos sabendo por seus familiares e companheiros de esporte do passamento de Lenine. Aquele " gol de placa " tinha sido realmente, O ÚLTIMO GOL DE LENINE !...

Não lembro bem a razão do amigo Lenine, meu eterno ídolo pelo trabalho realizado durante toda a sua vida, em prol do nosso amado jogo de Futebol de Botões de Mesa, ter deixado comigo sua caixinha de botões, com o time titular que jogara comigo, algumas horas antes. Algum dia, se Deus quiser, organizaremos um Memorial ou Museu Lenine Macedo de Souza, quando aqueles seus botões poderão ser vistos e admirados por todos os botonistas visitantes, além de conhecer um pouco da história deste grande idealista organizador do nosso esporte preferido.

Enquanto isso, companheiro e amigo Lenine, sua memória continuará sendo preservada por todos nós, seus continuadores de luta e ideário futebotonístico.

TEXTO DE ENIO SEIBERT - BOTONISTA E PRINCIPAL MENTOR DA REGRA UNIFICADA DE FUTEBOL DE MESA. E-mail: enioseibert@hotmail.com
Blog brasileiro e internacional: www.botonismo.com.br - Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil - Fone ( 51 ) 32260085.

Um comentário:

  1. GOSTARIA DE SABER Q JOGO DE BOTÃO MEU PAI LHE DEU SE TENHO COMIGO O TIME Q ELE JOGAVA ALÉM DE TODO ACERVO?

    ResponderExcluir